22 de abr. de 2020


[Resenha] Diário de Aventuras da Ellie: Uma Viagem Fora de Série - Ruth McNally Barshaw

Ficha Técnica 

Título: Diário de Aventuras da Ellie: Uma Viagem Fora de Série
Título Original: The Ellie McDoodle diaries: have pen, will travel
Autor: Ruth McNally Barshaw
ISBN: 978-85-380-5528-0
Páginas: 176
Ano: 2014
Tradutor: Ciranda Cultural
Editora: Ciranda Cultural
Quando os pais da Ellie vão viajar, ela é obrigada a acampar com sua tia, seu tio, seus primos e seu irmãozinho Ben-Ben. Ela sabe lidar com pernilongos e reconhecer plantas venenosas, mas dividir uma cabana com seus parentes irritantes? De jeito nenhum! Entre as regras duras de sua tia e as brincadeiras sem graça de seu primo Eric, Ellie precisa de seu diário para sobreviver a essas férias em família!






Resenha


Depois de uma ressaca literária homérica, nada melhor do que um livro leve e despreocupado, não é mesmo? Por isso escolhi ler finalmente o infantojuvenil Diário de Aventuras da Ellie: Uma Viagem Fora de Série, que inicia a série Diário de Aventuras da Ellie e que já está aqui há algum tempo esperando sua vez de ser lido.

Eleonor Rabisco, mais conhecida como Ellie é uma garota de 11 anos muito observadora que adora desenhar. Quando seus pais precisam viajar às pressas por conta de um falecimento na família, ela se vê obrigada a passar uma semana com o irmão mais novo - de 3 anos - na casa dos tios e primos que ela simplesmente não suporta. O que ela queria mesmo é ser mais velha, assim como seus irmãos Lisa e Josh, que ficariam sozinhos em casa.
Por que eu tenho este diário ilustrado
1. Para espionar. Não, para OBSERVAR as coisas. Só quero observar a vida ao meu redor. Como na aula de Ciências!
2. Para lembrar de coisas importantes.
3. Para provar que tenho uma família de malucos.
4. É o único jeito de manter minha sanidade.
P. 11
Como se não bastasse ter que ficar com os tios e os primos, eles ainda iriam acampar (algo que Ellie adora), mas não ficariam em cabanas como ela está acostumada e tudo parece irritar a garota, cada palavra dos tios e olhar dos primos.

Porém, com o passar das horas e dos dias, Ellie tenta se divertir mesmo assim e ela começa a perceber que em alguns momentos até que seus familiares não são tão ruins assim, que dá para aguentar um tempo com eles.

Com a narrativa de um diário escrito em tempo real e muitas ilustrações, afinal não seria  típico de Ellie e não desenhar para expressar melhor a sensação, ela percebe algumas coisas como: não julgar as pessoas nem as coisas pelas aparências nem se isolar.
Depois de voltar do lago, a gente foi pro parquinho.
Essa parte me assustou: eles foram brincar de pega-pega! Eu fiquei só anotando no meu diário.
[...]
Foi uma surpresa mesmo. Não sabia que eles também brincavam juntos. Normalmente, a única coisa que faziam juntos era brigar. Ou aprisionar e matar sapos.
P. 83-84
O livro é bem divertido e uma lição para a garotada, então, se tiverem filhos e/ou sobrinhos nessa faixa etária, acredito ser uma boa dica de leitura.

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
2
Compartilhe

2 comentários:

  1. Acredita que nunca li nenhum livrinho dessa série? E olha que ela é super elogiada e acredito também que seja um "cura ressaca" daqueles!
    Preciso achar espaço na vida e me divertir um pouco!rsrsrss
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Angela, eu mesma já tinha ouvido falar, mas confesso que sempre adiei também, mas é tão gostosinho de ler hahaha

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações