04 agosto, 2020


[Resenha] A Última Conquista - Mara Jacobs


Ficha Técnica 

Título: A Última Conquista
Título Original: Worth the Fall
Autor: Mara Jacobs
ISBN: B08BG7HG2M
Páginas: 300
Ano: 2020
Tradutor: A.J. Ventura
Editora: Cherish Books

Alison Jukuri é a inteligente. Mas isso não parece ajudá-la muito em seus relacionamentos com os homens. E agora ela está prestes a fazer uma grande jogada estúpida. De novo. Petey Ryan passou a vida batendo e apanhando como defensor na NHL. Mas agora ele está prestes a enfrentar seu maior inimigo de todos… a minúscula Alison Jukuri. Uma mulher com quem ele compartilha um segredo de longa data.






Resenha


Seguindo com a série Conquistas, da Mara Jacobs, chegamos ao terceiro livro, A Última Conquista, que trará a história de Alison Jukuri, rotulada como "a inteligente" do trio de amigas. Depois de LizKatie encontrarem seus caminhos, nada mais justo do que Alison também ter o seu momento. 

Desde o início da série ficou evidente como Liz, Katie e Alison eram amigas inseparáveis, tanto que os moradores da pequena cidade rotularam elas de acordo com suas principais características — a legal, a bonita e a inteligente. Claro que rótulos simplificam muito a complexidade que é o ser humano. Ninguém é apenas uma coisa, não é mesmo?!

Alison tem 37 anos e é psiquiatra e professora na universidade tecnológica da cidade. Ela é a caçula de três irmãs, mas nunca foi muito próxima delas, afinal, quando ela tinha apenas 3 anos de idade, sua irmã mais velha estava indo para a faculdade e pouco tempo depois sua outra irmã seguiu o mesmo caminho. Como ambas conheceram seus respectivos maridos enquanto estudavam, casaram e faziam visitas esporádicas à casa da infânciaç mais uma razão para Al ser tão próxima de suas amigas. 

Alison é uma pessoa realmente inteligente e esse nunca foi um problema para ela, ela gostava quando as pessoas reconheciam esse seu traço. Ela também é uma pessoa organizada e, tendo pais bem mais velhos do que os de suas amigas, a família sempre teve um plano de aposentadoria: seus pais tinham a intenção de ir para uma casa de repouso, para que Al não precisasse cuidar deles. Mas as coisas saíram de controle quando o pai dela foi diagnosticado com Alzheimer grave. Como se não foisse complicado para ela e a mãe lidar com essa doença, no ano anterior a mãe de Al foi diagnosticada com demência de evolução lenta, o que a deixou devastada, além de exausta fisicamente, se dividindo entre os cuidados da mãe, do pai, o consultório e as aulas. 

Deu para perceber que vida pessoal não tem espaço aqui, não é mesmo?! Pois... ao longo dos anos, Al teve poucos relacionamentos amorosos, que sempre terminavam em poucos meses e nunca a arrebatavam mesmo, como ela achava que deveria ser um relacionamento a dois. E finalmente descobriremos o motivo: Petey Ryan.
Ela aconselhava seus pacientes a trabalhar com a dor, a deixar passar. E, no entanto, ela nunca fez o mesmo.
Posição 94%
Petey morava do outro lado da ponte e, depois de namorar Lizzie e perceber que só queria ser amigo dela, ele se tornou parte do círculo de amigos. Petey sempre soube que seria um jogador de hóquei e trabalhou duro para isso. Agora, aos 37 anos, ele sabe que sua carreira na NHL não durará mais uma temporada; ele deve se aposentar no final dessa temporada, afinal, bons defensores não duram tanto nesse esporte e ele só chegou tão longe por conta de suas rápidas recuperações depois das várias cirurgias que fez ao longo da carreira. Agora ele voltou para casa para dar a notícia pessoalmente aos pais e para Lizzie, que é sua relações públicas. Ele só não tinha ideia de que o destino tinha outros planos para ele.

Um acidente faz com que Petey não possa retornar para sua casa em Detroit, e consequentemente antecipar sua aposentadoria. Mas esse mesmo acidente lhe dará a chance de se aproximar de Al — lembrando que ao longo dos outros livros vimos intensas trocas de farpas entre eles, ainda que sejam parte do mesmo círculo de amigos. E é aí que descobriremos que eles compartilham um segredo do passado. 
— Quero desesperadamente dizer a coisa certa para você, mas sei que provavelmente vou estragar tudo. Por favor, saiba que eu nunca quis ver você sofrendo assim. Eu não sei se isso foi Deus intervindo ou natureza, ou azar ou o quê. Mas lamento que você tenha passado por isso.
Posição 71%
Essa história tem início dezoito anos atrás e não foi resolvida completamente na época e, enquanto eles não sentarem para conversar de verdade, esse elefante continuará entre eles, impedindo que sejam honestos consigo mesmos e felizes. A verdade é que existe um sentimento entre eles, mas Al sempre racionalizou demais as coisas e Pete sentia-se inseguro aos 19 anos com a garota mais inteligente da cidade, que certamente não deveria querer nada com um atleta de notas medianas (viu que eu digo que rótulos não são legais?).

Enquanto os capítulos alternam a narrativa entre Al, Pete; presente e passado, ficou claro para mim que o grande problema desses dois é comunicação: um presume o que o outro está pensando, o que o outro espera dele e seguem sem dizer o que de fato está acontecendo. O que me fez questionar até quando eles deixariam de ser sinceros um com o outro, quando realmente perceberiam seus verdadeiros sentimentos.
(...) era evidente que ela não o perdoou de verdade.
Ou a ela mesma.
Especialmente ela mesma.
E se ela não o fizesse, nunca o deixaria entrar.
Posição 90%
Novamente Mara traz nessa história a presença constante dos amigos, que são fundamentais nessa história (ainda que sequer desconfiem do segredo e Al e Pete ou da possibilidade de um relacionamento entre ele), mas, ao contrário do que eu imaginava, a série não acaba aqui. No final do livro Mara nos diz que haverão mais três livros e que reencontraremos os protagonistas dos três primeiros livros neles. É esperar para ver, não é mesmo?! 

Também tenho que dizer que as novas capas dessa série estão muito melhores que anteriores, que eram as capas originais da série quando publicada nos Estados Unidos. Fiquei imensamente feliz ao perceber que a Mara permitiu a alteração. 😉

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉 
Comentários
2
Compartilhe

2 comentários:

  1. Eu não li nem a versão com as outras capas e agora vem essas novas roupagens(adorei) rs
    Eu sou fã de um bom romance juvenil, ainda mais quando tem isso de jogos, paqueras e também aquele drama ali, escondido!!!
    Com certeza, quero muito ler não somente este terceiro livro,mas os demais também!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações