16 outubro, 2020


[Resenha] Dez Coisas Que Eu Amo Em Você - Julia Quinn

Ficha Técnica 

Título: Dez Coisas Que Eu Amo Em Você
Título Original: Ten things I love about you
Autor: Julia Quinn
ISBN: 978-85-306-0167-6
Páginas: 288
Ano: 2020
Tradutor: Roberta Clapp e Bruno Fiuza
Editora: Arqueiro
Annabel Winslow está em uma grande enrascada. Ela acabou de chegar a Londres para participar de sua primeira temporada e já chamou a atenção do conde de Newbury, que está atrás de uma mulher que lhe garanta um herdeiro. Com seus quadris largos, Annabel parece especialmente fértil, o que faz dela a candidata ideal. O problema é que o conde tem no mínimo 75 anos e ainda por cima é um grosseirão inveterado. Certamente ela não tem nenhuma vontade de se casar com ele, mas sente que não tem escolha. Seu pai morreu há pouco tempo e deixou a família inteira, incluindo os sete irmãos e a mãe de Annabel, praticamente na miséria. Então, durante uma festa, ela conhece Sebastian Grey, o charmoso sobrinho do conde. E de repente se vê cortejada não apenas pelo velho assanhado, mas também pelo irresistível e misterioso jovem. Agora ela precisa decidir entre se casar com um homem que acha repugnante, e com isso garantir o futuro de sua família, e seguir o próprio coração, dando a si mesma a chance de um final feliz.

Resenha


Chegamos ao último livro da Trilogia Bevelstoke, da Julia Quinn e, embora eu não soubesse inicialmente que ele ganharia um livro exclusivo, amei que a escolha tenha sido essa. Mas vocês devem estar confusos, não é mesmo? Então, são três irmãos Bevelstoke: Nigel, Olivia e seu gêmeo Winston. Os dois primeiros tiveram suas histórias contadas nos dois livros anteriores, mas nesse, o protagonista não é Winston e sim Sebastian Grey, primo de Harry Valentine, esposo de Olivia. 

Sebastian é aquele homem que "causa" em qualquer lugar que chega, com seu sorriso, carisma e beleza. Talvez essa seja a razão dele ser nosso protagonista, porque ele simplesmente era um personagem secundário em O Que Acontece Em Londres, mas roubava a cena completamente. 

Sebastian vive uma vida tranquila e sem grandes posses. Depois que retornou da guerra, onde era franco-atirador, não passou a exercer nenhuma função militar e não possui nenhum título. Entretanto, recentemente seu primo, filho do conde de Newbury, faleceu e, sendo filho único, fez de Sebastian herdeiro presuntivo do atual conde. O problema é que lorde Newbury odeia o sobrinho, assim como odiava o pai dele, seu irmão. Mas Sebastian sequer se importa com isso, afinal, como ele mesmo diz, passou 30 anos sem sequer imaginar que poderia herdar o título do tio ou qualquer outro e, o que ninguém sabe, é que ele tem sim uma renda (doida para contar para vocês hahaha). 
Ele ia dar uma risadinha, mas não deu. Ela percebeu que ele sempre reagia assim: achava graça de tudo. Era um dom raro, e provavelmente explicava por que todo mundo gostava de estar perto dele. Ele era alegre, e era bom ficar perto de uma pessoa alegre. Talvez a alegria fosse contagiosa. 
Posição 47%
Desesperado por um novo herdeiro, lorde Newbury está caçando uma noiva jovem e absurdamente fértil para conseguir o quanto antes um herdeiro. E é assim que chegamos à Annabel Winslow, neta dos lordes Vickers. Embora os avós tenham cortado relações com sua mãe — e consequentemente com sua família quando ela se casou com um homem sem título —, agora que o genro faleceu e chegou o momento da neta mais velha debutar, lorde e lady Vickers trouxeram Annabel para Londres, onde ela deve conseguir um marido rico o quanto antes. 

Annabel nunca havia saído de Gloucestershire até partir para Londres em busca de um marido. É verdade que sua família nunca teve muitas posses, mas seus irmãos foram para o colégio, nunca faltou o básico em casa. Mas com a morte do pai, o último ano foi muito mais difícil e, sendo a a mais velha de oito filhos, Annabel sabe que ela tem a oportunidade de resolver esse problema. O que ela não sabia era que, com menos de um mês na capital, chamaria a atenção de um conde tão rico como lorde Newbury, que certamente tem a capacidade de resolver todos os problemas de sua família. O problema, entretanto, está no fato de que o homem tem idade para ser seu avô!

Além disso, o homem é asqueroso, grosso e olha para Annabel como se ela fosse um pedaço de carne e apenas pensando na quantidade que ela poderá dar a ele com aqueles quadris largos. Resumindo: o que é pior, ele fazer o pedido e ela precisar aceitar pela sua família ou ser egoísta e negar? Mas e se não aparecer outro pretendente? 

É aí que ela conhece Sebastian, mesmo que a princípio não soubesse que se tratava do sobrinho que o seu possível pretendente odiava. Eles se entendem rapidamente e a gente consegue perceber a forte química do casal. Claro que em nenhum momento Sebastian pensa em seduzi-la (afinal está na cara que ela é uma debutante e ele não é canalha a esse ponto), muito menos casar com ela, principalmente depois que descobre que ela é o alvo de seu tio; no máximo ele fica enojado com o desespero do homem, procurando uma mulher tão mais nova do que ele. 

Mas quanto mais eles se encontram nos eventos, mais a aproximação se torna mais forte. A questão é que Annabel precisa pensar na família e Sebastian não é uma boa opção, além de que ele nunca propôs nada, ela que está sonhando acordada. 
(…) — Eu aprendi que as mulheres conseguem fazer pelo menos seis coisas sem uma única pausa para respirar.
— E os homens?
— Ah, somos uns cabeças de vento. É um milagre que consigamos andar e conversar ao mesmo tempo.
Posição 46%
Eu sou completamente apaixonada por Sebastian e sua leveza, mas em alguns momentos eu queria dar na cara dele para ver se ele percebia o que estava diante de seus olhos e dizer para a pobre da Annabel que ele não era de fato rico, mas poderia sim cuidar da família dela, alguns ajustes seriam necessários, mas daria sim para ela dizer não a lorde Newbury de uma vez. 

Ah, gente, não posso terminar essa resenha sem falar em uma personagem que surgiu no livro anterior e também ganhou espaço, a autora Sarah Gorely, que escreveu os romances góticos A Srta. Sainsbury e o coronel misterioso, A Srta. Davenport e o marquês sombrio, A Srta. Truesdale e o cavalheiro mudo e A Srta. Butterworth e o barão louco. Ela é a queridinha do momento e, pelo pouco que falaram das histórias, fiquei curiosa para ler por suas narrativas imporváveis, que é o que mais chama a atenção de todos que leem seus livros. Fica a dica, hein, Julia? Hahaha
Não havia palavras boas o suficiente para o que queria dizer a ela. Qualquer coisa que disesse seria apenas uma tradução insuficiente do que havia em seu coração.
Posição 93%
Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
0
Compartilhe

0 comentários:

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações