10 janeiro, 2021


[Resenha] Um Amor Escandaloso - Patricia Cabot

Ficha Técnica 

Título: Um Amor Escandaloso
Título Original: A little scandal
Autor: Patricia Cabot
ISBN: 978-85-01-08843-7
Páginas: 378
Ano: 2015
Tradutor: Eliane Fraga
Editora: Record
Quando a bela Kate Mayhew é contratada como dama de companhia de Isabel, filha de Burke Traherne, o marquês de Wingate se vê numa situação complicada. Por um lado, tem consciência de que a Srta. Mayhew é exatamente o que a jovem precisa, mas, ao admiti-la em sua casa, o marquês é obrigado a controlar a atração que sente pela moça. O grande inconveniente é que o cargo que ela ocupa a impede de se tornar uma de suas amantes. E Burke vive sobre o juramento de nunca mais se casar, depois de ter flagrado a ex-esposa num ato de traição.
Já a Srta. Mayhew não consegue parar de pensar em um homem pelo qual jurou nunca se apaixonar, e esconde um escândalo do passado. Ousará a bela moça lutar contra seus desejos e os fantasmas que parecem persegui-la? O homem que frequenta seus sonhos mais despudorados e o que habita seus piores pesadelos aproxima-se cada vez mais, e ela não sabe por quanto tempo mais conseguirá suportar. 

Resenha


Em mais um romance de Meg, sob o pseudônimo Patricia Cabot, me diverti do início ao fim. Burke Traherne, o marquês de Wingate, nunca imaginou que viveria momentos tão turbulentos durante a primeira temporada de sua filha em Londres. É bem verdade que Isabel nunca foi uma criança muito calma e silenciosa, mas era de imaginar que agora, com 17 anos, ela fosse um pouco mais contida. Entretanto, isso estava longe de acontecer. As damas de companhia não duravam no trabalho e agora que acreditava estar apaixonada por um jovem sem renda e completamente endividado, Burke precisa ser ainda mais cuidadoso com os eventos aos quais Isabel terá permissão de participar. 

Deixar o sossego de Wingate Abbey para passar uma temporada na Park Lane não foi algo simples e a relação entre pai e filha está pior a cada dia. Como se isso fosse possível, piorou no dia em que, ao carregar Isabel para a carruagem, literalmente a obrigando a participar de um evento (onde ela poderia encontrar um marido decente, o que certamente não ocorreria no baile que ela desejava ir noo lugar — onde o objeto de sua paixão estaria) foi interpelado por uma jovem, muito baixa e magra, o ameaçando com uma sombrinha para que soltasse a jovem. Claro que a jovem não sabia que ali estavam pai e filha, mas, após o mal-entendido ser resolvido, puderam seguir seu caminho. O problema é que, além de ter sido abordado de forma tão afrontosa na porta de casa, Isabel passou a semana falando em como a senhorita Mayhew era adorável e sim, ela poderia ser uma dama de companhia maravilhosa, em vez de trabalhar como governanta na casa de seus vizinhos, os Sledge, cuidando dos quatro filhos do casal.

Embora tivesse apenas 37 anos, Burke estava se sentindo absurdamente cansado do trabalho que Isabel lhe dava. Realmente, era pedir demais um pouco de silêncio e paz? Mas se para isso ele precisasse roubar a criada dos seus vizinhos, ele o faria. 

Há sete anos a vida de Katherine Mayhew mudou drasticamente. Seu pai era um importante banqueiro e, por isso, a família vivia em Mayfair. Mas um golpe do destino fez com que a vida da família se complicasse até que um incêndio na casa matou os pais de Kate. Até hoje muitos se perguntam como ela sobreviveu e, embora tenha havido investigação, a sociedade prontamente acusou o pai de Kate de suicídio e de assassinato, por considerarem que ele, não aguentando a pressão a que estava sendo submetido, causou o incêndio que matou ele e sua esposa. Sozinha e abandonada por quem ela acreditava serem seus amigos, Kate se viu obrigada a procurar um emprego e por isso, nos últimos anos passou a trabalhar como governanta, mas sempre em casas de novos ricos, pessoas com dinheiro, mas sem os contatos da sociedade, o que lhe permitia se manter afastada daqueles que lhe viraram as costas quando mais precisou. Agora, com 23 anos, sua única ligação com essa antiga vida é Freddy, ou melhor, Frederick Bishop, o conde de Palmer, seu melhor e único amigo, amigo esse que cresceu com ela, na casa vizinha. 

Freddy insiste em querer se casar com Kate; e ela rejeita o pedido todas as vezes apenas pelo fato de não amá-lo mais do que como um irmão e, claro, pelo fato de que a mãe dele a odeia por causa da história de sua família, que ela considera causa da morte prematura de seu esposo. Seria mais fácil do que trabalhar? Talvez, mas Kate não cogita essa ideia. 

Entretanto, a aparente tranquilidade na vida de Kate muda quando ela recebe a visita do marquês de Wingate na casa de seus patrões com uma proposta de emprego, e mais, oferecendo um salário seis vezes maior do que o atual. O problema é que Kate sabe que, aceitando esse trabalho, voltará a frequentar os círculos de seu passado, mas dessa vez como criada e não como convidada. Mas trezentas libras por ano certamente farão com que ela aguente mais essa provação. 

Com o início do trabalho de Kate, Burke logo percebe as mudanças em Isabel: roupas, cabelo e no comportamento, ainda que as mudanças nessa área sejam mais lentas. Mas o que Burke também percebe é que a jovem dama de companhia o atrai bastante e ele não pode se envolver com uma criada, isso jamais poderia acontecer. 

Burke se casou muito jovem com a única filha do duque de Wallace. Ele era completamente apaixonado por Elisabeth, até que, quando Isabel tinha apenas 1 ano, ele pegou sua esposa traindo-o com um poeta irlandês em um baile na casa deles. Depois de pedir o divórcio, o que foi um escândalo, Burke jurou jamais casar-se novamente, e a partir de então ficou cada vez mais conhecido por seu temperamento e seus acessos de violência. 

A presença de Kate na casa dos Traherne mexe muito com Burke; ainda que ele não entenda o que está acontecendo, todos na casa percebem que ele está apaixonado por Kate, pois a evita durante todo o dia em casa, mas à noite, comparece ao evento em que ela e Isabel estão, quando ele nem gosta desses eventos, motivo pelo qual ele contratou uma dama de companhia, para não precisar levar a filha ele mesmo. 
Como ela podia gostar de um homem assim? Como ela, Kate Mayhew, cheia de bom senso, podia sentir afeto por um homem como Burke Traherne, tão desprovido de moral? Qual era o problema com ela? O que estava pensando?
P. 154
Burke e Kate foram vítimas das fofocas da sociedade, mas ao contrário de Kate, que conhece a fofoca em torno de Burke, ele sequer imagina o que houve com ela. A única parte de seu passado que conhece é a morte dos pais dela em um incêndio, o que é apenas uma parte do problema. 

Quanto mais o tempo passa, mais ficamos intrigados com a relação deles e, eu particularmente fiquei impressionada com a franqueza de Isabel e pela sua percepção em relação, como ela o conhece, ainda que não demonstre muito isso. 
— (…) Mas papai, e lhe asseguro, do fundo do meu coração, a Srta. Mayhew voltará. Ela precisa voltar.
Burke fitou a filha com curiosidade.
— Por quê?
— Porque se o amor que ela tem pelo senhor for pelo menos uma fração do meu, não conseguirá permanecer longe.
P. 259
Amei mais esta história. Incrível do início ao fim. 

Compre na Amazon

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
4
Compartilhe

4 comentários:

  1. Tenho dois fortes argumentos para querer comprar esse livro
    1 é romance de epoca
    2 a capa está linda !
    por mais que eu diga a mim mesma que a capa do livro não importa ,o que é verdade ,não dá para negar que essa capa está lindissima .
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, são dois bons motivos, Eliane hahaha
      Bjs

      Excluir
  2. Que capa mais linda!!!
    Eu ainda não tinha lido nada sobre esse livro e apesar de ter lido bem pouco da Meg, ops, Patrícia,eu gosto muito da diversão que ela sempre coloca em meio aos seus enredos!
    Com certeza, é um livro que se tiver oportunidade, quero muito ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que surja a oportunidade, Angela, eu realmente gostei bastante.
      Beijo

      Excluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações