18 julho, 2021


[Resenha] Princesa das Armas - Bibi Santos

Ficha Técnica 

Título: Princesa das Armas
Autor: Bibi Santos
ASIN: B098TX3KW6
Páginas: 266
Ano: 2021
Editora: Independente
Tatiana Miller nasceu para ser uma princesa. Rica e poderosa, é umas das mulheres mais influentes do país. Entretanto, sente-se oprimida pelo peso que o nome da família carrega: ser a irmã do Senhor das Armas não é fácil.
Aprendeu a não confiar nas pessoas, pois descobriu desde cedo que o dinheiro e o poder trazem bajuladores e interesseiros. Mas a solidão é um grande fardo.
Além disso, ela guarda um grande segredo e um amor proibido.
Rodrigo sentiu atração por ela desde que a viu pela primeira vez, desde que soube que deveria dar sua vida para salvá-la se fosse necessário. Como segurança particular de Tatiana Miller, ficou perto demais dela, desejou-a demais e amou-a com todo o seu ser.
E a magoou. Ele não estava lá quando ela precisou. Ele não pôde salvar o seu filho. E com isso, partiu o coração da única mulher que já amou. Ele não é o homem certo para a Princesa das Armas.
Eles escondem o amor que sentem, mas a cada dia fica mais difícil calar os sentimentos e permanecer longe um do outro.
Por quanto tempo irão resistir?

Resenha


Senhor das Armas seria um livro único, mas Bibi Santos criou personagens tão incríveis que eu e todas as leitoras dela imploramos pelos livros dos outros Miller, foi assim que ganhamos o segundo livro do que se tornou a Trilogia Império das Armas, Princesa das Armas.

Desde as primeiras cenas em que apareceu, Tatiana Miller demonstrou que era muito parecida com o irmão mais velho, como um Joaquim de saia, e, assim como o irmão, existia algo em seu passado recente relacionado a Rodrigo, o chefe dos seguranças, que nos intrigou, assim como a Joaquim, que não deixa nada passar.
Eu não conseguia entender o motivo dos irmãos não olharem para Tati tempo suficiente para perceberem como ela era triste, como sofria por ser uma Miller. Aos olhos dela, o sobrenome da família era amaldiçoado. Ela tem muito dinheiro, mas foi relegada a ser simplesmente uma princesa de gelo, sozinha e amedrontada em seu próprio mundo.
Posição 8%
A caçula dos Miller é uma excelente negociadora e por isso é a responsável por fechar os contratos da empresa, o que a leva a viagens constantes. Mas, ao contrário dos irmãos que estão sempre rodeados de muitos seguranças, ela normalmente anda com apenas um e o motorista. Foi assim que ela ficou próxima de Rodrigo, quando ele passou a ser o segurança particular dela. Estando juntos quase vinte e quatro horas por dia e quase todos os dias da semana, a aproximação logo se tornou um romance, que apenas os dois sabiam, mas, assim como começou, o relacionamento terminou de forma repentina, mas a questão é que também foi muito traumático para os dois. Como devem ter lido na sinopse, eles perderam um filho, mas a situação é muito mais complicada.
Respiro todos os dias porque sei que ela vive e está bem. Sei que é tosco e piegas, mas é o que vai dentro de mim; é única coisa que mantém minha mente sã. Tatiana não imagina como a amo. Se ela olhasse direito veria que não estava mais sozinha, que eu estava do seu lado. Mas entendo que ela não perceba, pois falhei com ela, e falhei feio.
Posição 8%
Rodrigo Maia era o segurança responsável pela família de Joaquim e, depois de algum tempo, passou a ser o segurança particular de Tatiana e, ao apresentar-se para o trabalho, ficou absolutamente encantado pela sua cliente. Porém, como excelente profissional que era, tentou se manter afastado, mas depois do primeiro beijo, tornou-se inevitável ficarem juntos. Longe dos olhos de todos, eles viveram um romance intenso, parecia uma constante lua de mel com as viagens constantes que ela precisava fazer a trabalho. Até que tudo terminou drasticamente.

Entretanto, um acidente com Tatiana fez com que Rodrigo repensasse sua opinião de manter distância dela. Embora ele continuasse na equipe de profissionais que prestava serviços aos Miller, não estava mais diretamente na equipe de Tatiana, mas agora tudo mudaria.
Sabia que ela era encrenca no dia em que me apresentara para trabalhar e seu sorriso frio e distante me deixara duro igual a uma rocha. Toda vez que ela falava e sorria, o som da sua voz penetrava em minha mente como canto de sereia. Sentia o cheiro do seu desejo ao me olhar. Ela também me queria.
Posição 4%
Ao avançarmos, capítulo a capítulo, alternando entre Tati e Rô (a íntima aqui, porque amei os dois), descobrimos que os anos que ficaram “distantes” após a trágica separação foram difíceis para os dois, ambos sofreram com a distância, com o amor que não deixou de existir e, para Tati, a incerteza dos sentimentos de Rodrigo em relação a ela, o que é muito complicado se lembrarmos que eles são de classes sociais diferentes e ela esteja calejada das pessoas se aproximarem dela por causa do dinheiro de sua família.

Longe de mim soltar algum spoiler aqui, mas digo para vocês que descobrir o passado de Rodrigo foi muito impactante para mim, em vários momentos de revelação as lágrimas caíram sem que eu pudesse controlá-las; as lembranças de seu passado, a maneira como ficou órfão aos sete anos, como *** aconteceu, ai que vontade de escrever!
Eu sabia como era viver em silêncio, lidando sozinho com nossos monstros, sem ter ninguém que nos desejasse de verdade em sua vida. Acho que por isso ela me atraía tanto. Eu a amava incondicionalmente. Era a única mulher que eu desejava, mas a única que não poderia ter.
Posição 8%
Mas antes que achem que eu estou puxando sardinha para o lado do Rô, não é que eu ache que Tati não sofreu, mas já sabíamos que o pai dela não dava qualquer atenção aos filhos, monopolizava a atenção da esposa, que era uma figura fraca perante ele e não estava presente também na vida dos filhos e enquanto isso, eles tinham outras pessoas ao seu redor. Agora Tati conta com Rosa, que é mais do que sua governanta, é a figura de uma mãe carinhosa que ela nunca teve.

Vê-los juntos durante a recuperação de Tati nos permitiu ter um gostinho de como foi o início do romance, conhecer o passado de cada um (enquanto um conhecia a história do outro) e esperar pela reconciliação, o que não seria nada simples, mas eu não desisti deles em nenhum momento. Entendo perfeitamente a posição de Tati em ser firme na distância, mas, conhecendo o outro lado da história, torcia para que Rodrigo conseguisse encontrar a força necessária para abrir sua história.
— Estou aqui, meu amor, e não pretendo partir. 
— Não me deixe de novo — pediu, tocando meu peito com suas unhas vermelhas. 
— Desta vez estou inteiro — disse para ela. — Desta vez será diferente. 
— Tenho medo, você me partiu da última vez — suspirou. 
— Eu sei, eu me parti da última vez também, mas eu voltei para você e fui escorraçado. — Um pequeno sorriso se abriu nos lábios dela e isso já era bom. — Fui chutado como um cão sarnento. 
— Nem sempre a boca fala o que o coração sente.
Posição 14%
Além disso, a gente tem a chance de reencontrar Joaquim, Maria, Miguel, Caio, as secretárias maravilhosas que continuam aprontando muito e claro que Bi já nos dá um gostinho do que está por vir no próximo livro.

Diferente da última história que li da Bibi, a novela Minha Melhor Amiga, e similar ao livro anterior da trilogia, Senhor das Armas, aqui os personagens são mais maduros, Tati tem 33 anos e Rodrigo, 38, o que nos leva a mais maturidade também das situações que veremos aqui. Os temas são muito intensos mesmo.

Também não posso deixar de falar de uma personagem linda que apareceu na história e conquistou a todos assim que chegou: Clarice. É sério, junta ela e Rodrigo e eu me emocionei completamente. MEU DEUS! Se eu gostei de Senhor das Armas, digo que Princesa das Armas foi tão incrível quanto, os temas que abordou, os personagens que o compuseram, e eu fiquei como? Querendo o Imperador das Armas. Vem, Caio!
— Somos uma família — Joaquim me lembrou com carinho. — Um dia uma pessoa me disse que não poderíamos deixar nosso pai vencer. 
Sorri por entre minhas lágrimas, lembrando da minha própria frase. 
— Ele não venceu! — Joaquim disse, tocando meu rosto com carinho e olhando bem dentro dos meus olhos. 
— Não, ele não venceu! — afirmei. 
O amor transbordou entre nós. Mesmo com todas as diferenças, nos respeitávamos e queríamos o bem um do outro. Meu pai não conseguiu nos separar e nos transformar em inimigos competidores, pois onde uma pequena semente de amor cai, ela germina e ninguém arranca, mesmo que tentem fazer isso.
Posição 57%

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
1
Compartilhe

Um comentário:

  1. Amiga, como sempre suas resenhas são maravilhosas, muito obrigada pelo carinho

    ResponderExcluir

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações