27 julho, 2021


[Seriando um Pouquinho] WandaVision


Sinopse: Após os eventos de Vingadores: Ultimato (2019), Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) se esforçam para levar uma vida normal no subúrbio e esconder seus poderes. Mas a dupla de super-heróis logo começa a suspeitar que nem tudo está tão certo assim. Eles se encontram, na verdade, dentro de uma constante sitcom, que vai desde a década de 1950 até os dias de hoje. Conforme o tempo passa, Wanda e Visão perdem o controle da situação, sem saber mais o que é real e o que é ficção. Eles ficam presos em um eterno vai e vem: da Era de Ouro da TV nos EUA, com imagens em preto e branco, ao presente - e vice-versa.

Como uma boa fã do universo Marvel, eu não pude deixar de assinar o Disney+ assim que ele foi lançado no Brasil. Além de concentrar filmes e séries que amo, a promessa do streaming era apresentar novas séries do universo dos heróis que ganharam ainda mais notoriedade desde 2008 com Homem de Ferro, que introduziu essa nova fase do cinema geek.

A primeira série inédita para expansão do MCU foi WandaVision, que estreou dia 15 de janeiro. Diferente da Netflix e Amazon Prime, o Disney+ disponibiliza episódios semanais de suas séries inéditas, o que traz de volta a expectativa pelo próximo episódio que vivíamos quando assistíamos séries nos canais de TV abertos ou fechados. Confesso que eu nunca gostei dessa espera e por isso aguardei até que o último episódio estivesse disponível para assistir a série completa de uma única vez. 

Com nove episódios, encerrando os inéditos em 05 de março, WandaVision inicia com um episódio em preto e branco que intriga os fãs do universo Marvel, afinal, retrata Wanda Maximoff (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) recém-casados no que aparentemente é uma série dos anos 1950.

Como vimos em Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, Visão morreu, então, como poderia estar aqui e eles vivendo em uma série dos anos 1950? Mas o final do primeiro episódio nos mostra alguém no presente assistindo a série e no segundo já estamos nos anos 1960, aparecem algumas coisas estranhas, no final, temos cores. 🤔



Mas é no terceiro episódio, nos anos 1970, que mais coisas estranhas acontecem, nos preparando para o episódio quatro “Interrompemos este Programa” onde algumas coisas começarão a ser explicadas. Eu fico impressionada como a Marvel ainda me surpreende com a capacidade de deixar tudo amarrado com todo o universo que criaram. Sei que a essa altura eu já não deveria me surpreender, mas ainda assim acontece. 

Para WandaVision eles trouxeram a capitã Monica Rambeau (Teyonah Parris), que conhecemos em Capitã Marvel como Tenente Encrenca, lembram? Pois é, além disso, eles também falaram sobre o Blip, afinal não dava para não falar sobre ele, concordam? A série ainda resgata dois personagens que conhecemos em outros filmes da franquia, a doutora em Astrofísica Darcy Lewis (Kat Dennings), que conhecemos nos filmes de Thor e o agente do FBI James E. Woo (Randall Park), que conhecemos em Homem-Formiga e Vespa.



Além disso tudo, a série escrita por Jac Schaeffer e dirigida por Matt Shakman ainda nos apresenta uma nova corporação, E.S.P.A.D.A. (Equipe de Supervisão, Pesquisa, Avaliação e Defesa Armada), criada por Maria Rambeau, que aqui será responsável por investigar o desaparecimento de toda uma cidade, a pequena Westview, no estado de Nova Jérsei com uma população de 3.892 pessoas, pessoas essas que, as pessoas de fora da cidade, nem sequer lembram da existência, além de não ser possível mais entrar na cidade. 

Dirigida por Tyler Hayward (Josh Stamberg), a E.S.P.A.D.A. terá um papel importante aqui, pois aos poucos vamos entender que ela está envolvida em muito do que diz respeito aos Vingadores. 

A partir do episódio cinco teremos uma alternância entre o que está acontecendo dentro e fora de Westview, sendo que, a vida de Wanda e Vision continua sendo narrada como sitcoms estadunidenses e pulando as décadas a cada episódio (1980, 1990, 2000). Mas se tem uma constante na narrativa deles é a presença constante da vizinha Agnes (Kathryn Hahn), que, ao contrário dos demais personagens, sempre está presente na vida do casal.



Não sei se vocês já assistiram, se assistiram enquanto os episódios eram lançados ou se deixaram para ver tudo de uma vez como eu, mas digo, se você acompanha o universo Marvel, não pode deixar de assistir a série, que deu início a Fase Quatro da franquia. Quanto mais é explicado nos episódios, mais ficamos intrigados com tudo que é esclarecido, como tudo se encaixa e, ainda que tenha uma ótima conclusão, deixa várias questões que podem ser retomadas em outras séries ou mesmo nos próximos filmes da franquia.

Afinal, quem é a testemunha que levou o agente Woo a Westview? E o que aconteceu com Darcy? Como Wanda ficará depois dessa experiência de superação do luto? O que aconteceu com o Visão Branco?

E o que falar das interpretações? Simplesmente incrível! Elizabeth, Paul e todos os outros foram absolutamente incríveis e é totalmente crível que são os personagens mesmo ali de tanto que percebemos a doação de todos.











Elenco:
Elizabeth Olsen como Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate
Paul Bettany como Visão 
Kathryn Hahn como Agnes
Teyonah Parris como Monica Rambeau
Kat Dennings como Dra. Darcy Lewis
Randall Park como Jimmy Woo
Josh Stamberg como Tyler Hayward
Jett Klyne como Tommy Maximoff
Julian Hilliard como Billy Maximoff
Comentários
0
Compartilhe

0 comentários:

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações