20 fevereiro, 2022


[Resenha] Namorado Literário - Claire Kingsley

Ficha Técnica 

Título: Namorado Literário
Título Original: Book Boyfriend
Autor: Claire Kingsley
ISBN: 978-65-990980-0-0
Páginas: 207
Ano: 2020
Tradutor: Alice Garcia
Editora: L3 Book Publishing
Ele é muito sexy para descrever em palavras.

Mia
Alex Lawson pode muito bem ser o mais sexy namorado literário imaginável. Um homem divertido, romântico, possessivo e irresistível. E a melhor parte? Ele é real.
Para uma garota como eu, viciada em livros e um pouco desajeitada, Alex é um sonho se tornando realidade, direto das páginas dos meus romances favoritos.
Nossa história está se transformando em um romance arrebatador, do tipo que só existe nos livros. Será que vamos alcançar o nosso felizes para sempre? Ou ele é bom demais para ser verdade?

Alex
O negócio é o seguinte: eu não sou um cara mau. Mentir para Mia não fazia parte do plano.
Fazer sucesso como autor de romance usando um pseudônimo feminino também não fazia parte do plano. Mas, às vezes, a vida faz curvas inesperadas. Como perceber que a mulher pela qual você está se apaixonando é a melhor amiga virtual de seu alter-ego?
Online, ela acha que eu sou uma mulher chamada Lexi. Pessoalmente, ela sabe que sou todo homem.
Eu quero adorar seu corpo e reivindicar cada centímetro dele, mas se ela descobrir meu segredo, posso perder tudo.

Resenha


Quando eu vi esse título, fiquei curiosa. Como uma boa leitora de romances — ou devoradora, caso vocês prefiram o termo — diversas vezes já me imaginei namorando um dos meus queridos crushes literários, afinal, por que os autores precisam fazê-los tão maravilhosos? E sem falar que nos romances que leio o final feliz é garantido, ou seja, por mais que haja qualquer obstáculo no caminho, eu sei que o casal vai superar.

Bem, Namorado Literário já começa no meio do obstáculo e então volta para nos contar sua história. ADOREI!

Alex Lawson sempre foi bom com as palavras e seu objetivo era fazer disso uma carreira, mas seguindo o lado prático do pai, formou-se em ciência da computação e trabalhava escrevendo códigos de computador e literalmente morria um pouco a cada dia em seu cubículo cinza, mas nas horas vagas ele estava escrevendo um livro de ficção científica, seu gênero favorito. O problema, como sua irmã Kendra sempre o alertava, era que, por mais que ele fosse bom, ele já estava naquele projeto há cinco anos e dificilmente conseguiria monetizar rapidamente o trabalho quando enfim o publicasse, o que não aconteceria se ele escrevesse romances.
Mas tem mais. Há um sentimento profundo no meu peito. Uma dor. Um desejo. Eu sei que neste momento estou exatamente onde deveria estar. Meu corpo preso com o dela, conectado da maneira mais íntima possível.
Posição 66%

Foi com essa ideia na cabeça que ele voltou para casa e, em um surto criativo, finalmente escreveu seu primeiro livro e sim, era um romance. Entretanto, nós sabemos que esse é um mercado predominantemente feminino e assim surgiu o pseudônimo: Lexi Logan.

Um ano depois e com sete livros publicados, Alex é um sucesso, mas claro que apenas ele e Kendra sabem disso, porém, ele pôde enfim sair do emprego e ajudar nas despesas médicas do pai sem se afogar em dívidas, sem falar que ele realmente gostava de escrever romances e de interagir com suas leitoras, que não sabiam que ele era um homem, logo ambos podiam ser honestos ali, havia uma amizade sem que ele precisasse se preocupar que elas quisessem mudar o status para “namorada”. Mas de todas as pessoas com quem conversava, certamente a favorita era a blogueira Leitora Voraz, que havia se tornado uma amiga e eles conversavam sobre tudo, no entanto, assim como ele, ela era anônima on-line.

Mia Sullivan sempre amou ler e criar um blog para escrever sobre seus livros foi uma coisa natural (oi? 😂😂), mas ninguém — nem mesmo sua família — sabe da sua identidade on-line, isso porque ela já está tão cansada de ser julgada pelos livros que lê que preferiu não adicionar o fato de que empregava tempo em um blog literário também, isso sem falar dos rumores de casos de autores que não gostaram de resenhas negativas e “atacaram” os blogueiros. Enfim, melhor não acrescentar esse drama na vida, não é mesmo?!

Bem, mas a verdade é que a irmã mais velha dela, Shelby, sempre vivia tentando empurrá-la para encontros às cegas apenas pelo fato de ela ter encontrado o marido na faculdade e casado com ele enquanto ainda estudava e achar que Mia tinha sido “estragada” pela quantidade de romances que lia, que projetava o que lia nos homens reais, se frustrava e por isso não engatava em nenhum relacionamento.

Mas eis que, depois de uma sessão de autógrafos Mia esbarra — sim, ela é bem desajeitada — em Alex — que tinha ido ver como funcionava esses eventos – e ele fica encantado com ela e resolve colocar em prática a dica que sua amiga havia lhe dado: se pagar um drinque era um flerte, por que pagar livros não era? GEEEEENTEE? GENIAL!!!!

Mia vinha de uma série desastrosa de encontros marcados pela irmã e já havia decidido que não faria mais isso. Alex, por sua vez, tinha sido casado rapidamente anos atrás e desde o divórcio ele não se sentia disposto a outro relacionamento, mas eles era o que precisavam um para o outro.

A conexão entre Alex e Mia é muito intensa e ambos sentem isso e, as mesma forma que gostam, sentem-se assustados com a rapidez disso tudo, porém para nós que sabemos que eles se conhecem há aproximadamente um ano (e as românticas como eu) é como se as almas estivessem finalmente se encontrando pessoalmente. 😍❤️

Eu nunca tinha lido nada da Claire Kingsley mas adorei os personagens, adorei a história e me senti MUITO representada pela Mia (não sou desastrada e nem tenho um gato, mas o restante facilmente se encaixa, inclusive trabalhei por anos em um hospital até três anos atrás 🤔). Eu gostei tanto da escrita que fiquei curiosa para ler os dois próximos livros da série Irmãos Lawson que pelo nome dá para perceber são dos irmãos do Alex, Kendra e Caleb e que parecem que vão render. 😂😂
Ela é como o melhor livro já escrito. Eu  quero correr meus dedos pela sua lombada, virar as páginas e ler sua verdade, saboreando cada palavra. Eu quero ser aquele que consegue ler as partes secretas, os capítulos que ela só mostra com grande confiança. E, quando eu terminar, não vou colocá-la na estante. Não vou deixá-la acumular poeira, enquanto a memória de suas palavras se desvanece. Não só quero lê-la repetidamente, quero ajudá-la a escrever o resto.
Eu quero coestrelar o final.
Posição 97%

P.S.: Se quiser adicionar esse livro na sua lista de leitura do Skoob basta clicar na capa que você será redirecionado para a página do livro no Skoob. 😉
Comentários
0
Compartilhe

0 comentários:

Seu comentário é sempre bem-vindo e lembre-se, todos são respondidos. Portanto volte ao post para conferir ou clique na opção "Notifique-me" e receba por e-mail.
Obrigada!

 
imagem-logo
De Tudo um Pouquinho - Copyright © 2016 - Todos os direitos reservados.
Layout e Programação HR Criações